As Mostras Acidentes Televisivos

A televisão é, hoje mais que nunca, o dispositivo essencial da família ocidental. Mesmo assim, para o campo da arte a televisão sempre foi considerada “menor”, um meio de comunicação alienador de massa, incapaz de oferecer programação de valor artístico e cultural. Entretanto, ao estudar a história da televisão, surgem diversas boas surpresas. Programas esquecidos pelo tempo e subjugados pelo público que lançam mão de inventividade, senso crítico, estetização e uma gama de recursos que cumprem status de arte, tal qual o cinema já fez. É possível encontrar inclusive intercâmbios poderosos entre cinema, vídeo, teatro, música e literatura, além de um bom leque de possibilidades novas, próprias da linguagem televisiva.

As Mostras pretendem ser o espaço a esquentar a discussão acerca do conteúdo produzido para a televisão, trazendo experiências produzidas por grandes autores do cinema contemporâneo. A intenção é promover a exibição mensal de obras raras produzidas especialmente para a TV de diversas partes do mundo e promover um debate com estudiosos da área, para então visualizar um panorama da “televisão de autor” e assim despertar um olhar crítico sobre o que é e o que pode ser produzido na TV.

Percurso

A programação das Mostras começou no mês de março com a exibição da minissérie polonesa “Decálogo”, do consagrado diretor Krzysztof Kieslowski.

Decálogo apresenta em dez episódios os resquícios dos ideais da humanidade diante dos Dez Mandamentos cristãos, aqui explorados sob os valores do mundo contemporâneo. Em dez histórias independentes, Kieslowski aborda amor, ódio, culpa, solidão, ética, medo e outros valores da humanidade dialogando com possíveis significados dos mandamentos – por vezes ambíguos e contraditórios – em uma história ficcional ocorrida em um edifício de Varsóvia,  na Polônia moderna.

A Mostra Decálogo contou com a presença do professor Dr. e pesquisador Denílson Lopes. Ele teve uma conversa com as pessoas que estavam presentes na quinta-feira (08/04) de forma a esclarecer e estabelecer uma visão da minissérie; a sua comunicação foi seguida de perguntas do público.

A segunda Mostra Acidentes Televisivos exibiu, no mês de maio, A Pedra do Reino, microssérie  exibida na Rede Globo e dirigida por Luiz Fernando Carvalho.

A série  acompanha a chegada  de uma trupe circense e seu líder, o velho palhaço chamado Pedro Dinis Quaderna a Taperoá, em um povoado do sertão da Paraíba. Por meio de um espetáculo popular, Quaderna vai narrando suas memórias, que coincidem com acontecimentos históricos ocorridos no sertão da Paraíba na década de 1930. Preso em 1938 por agitação política, o palhaço utiliza o tempo de cárcere para escrever febrilmente a história de seus ascendentes, que com “sangue real” remontam ao mítico e desaparecido rei Dom Sebastião de Portugal.

Através da história que ouvia de seu pai, Quaderna acredita que seus ascendentes foram os “verdadeiros reis do Brasil ao ocuparem o trono da Pedra do Reino”. Para restaurar a honra e o prestígio de sua família, o preso inicia uma saga literária para ser reconhecido pelo “povo e pela Academia de Letras como ‘Gênio da Raça’ Brasileira”. Saga esta que, sem modéstia, pretende reunir numa única obra referências eruditas, políticas e intelectuais, que plasmariam os destinos do país em toda uma tradição oral, popular, estabelecendo uma síntese a que deu o nome de “estilo régio”.

A Mostra ocorreu entre os dias 3 e 5 de maio no Cemuni IV/Ufes e contou com a presenças do Professor Dr. da Ufes Raimundo Carvalho e o Professor e diretor de Teatro da Fafi Wilson Coelho.

A 3ª edição da Mostra, que aconteceu no mês de julho, exibiu a série Cenas de um Casamento do cineasta Ingmar Bergman.

A série apresenta a história do casal Johan e Marianne (Erland Josephson e Liv Ullman, respectivamente). Os dois estão juntos há 10 anos, têm duas filhas e julgam-se felizes. Johan, entretanto, subitamente decide trocar a esposa por uma amante. Apesar do afastamento e, consequentemente, do estremecimento das relações familiares, o casal permanece fortemente ligado. Os encontros pós-casamento de Marianne com Johan revelam cumplicidade entre ambos, mas o contato é sempre tenso. Ao longo da série, os dois travam diálogos agressivos que exalam ressentimento e amargura. A vida a dois, afinal, é uma tortura psicológica.

Dividida em 6 capítulos, Cenas De Um Casamento é uma produção de Ingmar Bergmam para a TV sueca. Foi um verdadeiro sucesso de público e crítica no ano de seu lançamento (1973), ao ponto de conquistar vários prêmios internacionais. Hoje, a série é reputada como um dos mais importantes trabalhos do diretor sueco. Em 2003, Bergman lançou o filme Saraband, que retoma a história do casal vivido por Liv Ullman e Erland Josephson.

Para debater sobre a série a Mostra levou a Professora de Psicologia Ana Paula Louzada (UFES) e a Professora de Comunicação Social Daniela Zanetti (UFES).

Nesta 4ª edição da Mostra, que acontece entre os dias 25 e 29 de outubro, será exibido os oito episódios da primeira temporada da série Twin Peaks de David Lynch e Mark Frost, no Cine Metrópolis.

Essa série, completou neste ano (2010)  seu vigésimo aniversário e continua sendo considerada umas das mais influentes e intrigantes séries já realizadas, tendo recebido diversos prêmios e gerado um legião de fanáticos após fazer muito sucesso na TV (inclusive no Brasil).

A dupla David Lynch e Mark Frost utilizou o mote principal – o assassinato da rainha do baile Laura Palmer – para criar na cidadezinha fictícia de Twin Peaks, um universo bizarro onde nada é o que que parece ser. A série totalizou 30 episódios em duas temporadas – um para cada 24 horas que seguiram a descoberta do corpo de Laura Palmer.

Anúncios

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s