Na segunda-feira, 4 de outubro, o GRAV exibe O Açougueiro (Le Boucher, 1970) dando continuidade a homenagem à Claude Chabrol.

Claude Chabrol é considerado por alguns o “Hitchcock francês” e era, de fato, grande admirador do mestre britânico. No suspense O Açougueiro pode se traçar um paralelo interessante entre os cineastas, pois percebe-se em algumas cenas influência da linguagem de Hitchcock, mas também marcas autorais de francês, como a limpidez narrativa e a crítica à burgesia e à sociedade atual. Além disso, Chabrol não faz tanto mistério, em O Açougueiro não é difícil adivinhar quem é o assassino, o suspense se dá por outras vias.

No filme, Stéphane Audran (esposa do diretor na época) interpreta Heléne, moderna professora e diretora da escola local numa vila no interior da França. Numa festa de casamento Heléne conhece o ex-combatente e açougueiro do título (Jean Yanne). Ela aceita sua amizade, mas não seu amor, por conta de uma desilusão amorosa recente. Eis que começam a acontecer assassinatos brutais de moças da cidade aterrorizando os moradores, e os crimes parecem estar ligados de alguma forma aos protagonistas.

O Açougueiro (Le Boucher, 1970, 87 min)
Dia: 04/10/2010
Hora: 19:00
Local: Cemuni V
Entrada Franca

OBS: A data no cartaz está errada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s