O documentário Ponto Final conta os últimos dias do Terminal Dom Bosco

As últimas imagens, as últimas histórias e os últimos momentos das pessoas que, de alguma forma, vivenciaram o cotidiano do mais antigo terminal rodoviário de Vitória, serão exibidos no vídeo-documentário Ponto Final, produzido pelo GRAV – Grupo de Estudos Audiovisuais, e que será lançado na próxima sexta-feira, 27, no Cine Metrópolis da Ufes.

Foram mais de 30 anos de serviços para o transporte coletivo da Grande Vitória. Mais de 250 vendedores que trabalharam e construíram sua vida a partir de um terminal de ônibus. Um terminal que mais parecia uma rua enlameada, atulhada de gente de todos os tipos, de todos os gostos, todos os cheiros e todos os municípios.

O Terminal Dom Bosco, desde sempre temporário, foi-se para sempre no fim do mês de agosto de 2009, deixando para trás a memória de um dos lugares mais controversos da cidade de Vitória. Da rua suja e violenta, desenhada pela mídia como o foco de criminalidade da capital, ao terminal que deu emprego a dezenas de trabalhadores, há um abismo preenchido por interesses de vários tipos.

Localizado entre um colégio cristão e uma maternidade, o Terminal Dom Bosco foi palco de centenas de histórias, lendas urbanas que se repetem nas falas dos passageiros e dos trabalhadores do lugar. Mas que ganham fama, principalmente pela boca dos freqüentadores noturnos, pessoas que viam no Dom Bosco uma função social. Muito mais que a espera por um ônibus, a espera existia também pela noite de sexta-feira, pela cerveja com os amigos depois do trabalho, pela música emitida por um animado Jukebox e pela rotina incansável da rua, 24 horas alerta para o inesperado.

O documentário Ponto Final acompanha os últimos dias de um lugar que foi além das bases de concreto, que construiu casas, famílias, amizades e inimizades. Do ponto de vista de quem cresceu e se desenvolveu entre um ponto de ônibus e outro, os barraqueiros se despedem do Terminal Dom Bosco e falam das perspectivas de um futuro não muito promissor rumo ao desemprego.

Assista o trailer, clique aqui

Anúncios

»

  1. pablomarques disse:

    Olá, soud e Cachoeiro de Itapemirim
    e vi uma comunidade no portal yah sobre o projeto GRAV
    me interessei e gostaria de estar mais a par sobre o funcionamento do projeto no interior do estado
    devido a grande dificuldade que temos do interior em ter acesso a informações e pessoas com ideias criativas e inovadoras, ou até mesmo espaço para mostrar nossas ideias e nossos problemas

    parabéns pelo projeto
    e mantenha-me informado por favor

    Pablo Marques
    http://www.juventudeci.wordpress.com
    pablo.marques.gk@gmail.com

  2. […] – Falando em Ufes, o Grupo de Estudos Audiovisuais fez um documentário sobre o Terminal Dom Bosco. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s