Nessa sexta-feira, dia 23, a Mostravídeo encerra sua programação de outubro no Cine Metrópolis, em Vitória, com a presença da curadora, Ivana Bentes, que participa de um debate com o público. Nessa semana, a mostra começa às 19h, e serão exibidos os programas 3 e 4, com os filmes Dial H-I-S-T-O-R-Y, do belga Johan Grimonprez; Cinema Espelho do Mundo – Episódio 1, do austríaco Gustav Deutsch, e Queria te Ter Só por Uma Hora, da italiana Alina Marazzi. Ivana Bentes vai  falar sobre a cultura da remixagem no audiovisual, a qual norteia a sua linha curatorial para a seleção de filmes em que as imagens são zapeadas, recicladas, remixadas e transformadas e se tornam os personagens das obras.

Em novembro a Mostravídeo continua, com curadoria de Laura Loguercio Cánepa e Gelson Santana. A programação é gratuita!

Confira a programação:

Programa 3 – Imagens-choque

Uma sinfonia exuberante e impactante de imagens capaz de gerar um pensamento ou nos imobilizar.

Dial H-I-S-T-O-R-Y
Johan Grimonprez, Bélgica, 1998, 68 min
Neste documentário/colagem sobre a cultura da catástrofe (em especial notícias de sequestro de aviões), as imagens da história e a história das imagens são mostradas numa sequência delirante de fotografias, vídeos, programas de TV, cenas de filme de ficção científica etc. Um documentário que antecipa o 11 de setembro? Exibido na Documenta de Kassel – uma das mais importantes mostras internacionais de arte contemporânea –, traz trechos dos romances Mao II e White Noise, de Don DeLillo.

Programa 4 – Arquivos e remix

Os filmes found footage (realizados com imagens que não foram captadas pelo cineasta) têm ganhado uma dimensão singular na cultura das imagens contemporâneas em que o cinema, os arquivos históricos e os bancos de dados digitais se tornam acessíveis e constituem uma memória-mundo coletiva – que pode ser remixada, lincada, desconstruída, recontextualizada. As obras deste programa refletem esse “cinema-mundo” das ruas, da vida pública e da vida privada, seja em cenas do início do século XX seja em registros domésticos contemporâneos, em que uma “segunda vida” nos é dada pelas imagens.

Cinema Espelho do Mundo – Episódio 1
Gustav Deutsch, Áustria, 2005, 30 min
Um filme-ensaio realizado com base em imagens documentais dos primórdios do cinema em que são mostradas salas de exibição históricas e seu entorno – que inclui a vida cotidiana nas ruas e a reação dos pedestres diante da câmera.

Queria te Ter Só por Uma Hora
Alina Marazzi, Itália, 2002, 55 min
Marazzi reconstitui – por meio de imagens gravadas pelo seu avô – a vida de sua mãe, que cometeu suicídio em 1972. “Ao longo da minha vida”, comenta a diretora, “o nome da minha mãe foi ignorado, escondido. O seu rosto também. Porém, tenho a sorte de vê-la se mexer, rir, correr… Até de vê-la no seu primeiro dia de vida! Vê-la crescer, aprender a andar, casar-se, me levar para passear de barco!”. A obra foi premiada na edição de 2002 do Festival de Locarno.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s